Capa

Robert Scheidt

Scheidt tem dia ruim, mas segura a liderança do Campeonato Europeu de Star

Bicampeão olímpico queimou a largada na única regata disputada nesta sexta-feira (16), em Riva Del Garda, na Itália. Com o descarte do resultado ruim, mantém dois pontos de vantagem para o segundo colocado

17.05.2019  |  460 visualizações

São Paulo (SP) – Mesmo com um dia difícil, Robert Scheidt mantém a liderança do Campeonato Europeu de Star. Em uma sexta-feira (17) de vento fraco em Riva Del Garda, norte da Itália, o bicampeão olímpico e proeiro Henry Boening, o Maguila, tiveram um problema na largada e foram penalizados. Contudo, como tem direito a um descarte, a dupla segue na ponta, com 14 pontos perdidos, dois a menos que o polonês Mateusz Kusznierewicz e o português Frederico Melo. Neste sábado (18), Robert volta ao Lago Di Garda para confirmar a posição no top 10 e disputar a medal race no domingo (19).

O problema de Scheidt e Maguila nesta sexta-feira foi queimar a largada na primeira regata. Com isso, a dupla sofreu uma penalidade de 91 pontos. "A gente queria fazer uma largada boa, sem arriscar tanto. Devido ao número de barcos ao nosso redor, que impediam nossa visão, não tínhamos tanta noção de onde estava a linha de partida. Foi um erro não forçado e aproveitamos nosso descarte”, explicou o velejador, que nos dois primeiros dias de regatas foi muito regular nas cinco regatas - 3°, 1°, 3°, 5° e 2° lugares.

Com ventos fracos no Lago Di Garda nesta sexta-feira (vento sul franco, entre cinco e seis nós), a segunda regata programada para o dia foi cancelada, impedindo a chance de Scheidt se reabilitar do erro na largada. Contudo, ele não se deixa abalar pela falha. “Vamos com tudo neste sábado. Não podemos perder a confiança porque seguimos na liderança e focados para lutar por um lugar no pódio", explicou o maior medalhista olímpico do Brasil, com cinco pódios, patrocinado por Banco do Brasil e Rolex e apoio do COB e CBVela. 

Os líderes do campeonato, Scheidt e Maguila, mesmo após queimarem a largada, chegaram a liderar a prova. “Foi uma pena porque vimos que o barco estava rápido. Ainda bem que tínhamos um resultado ruim para descartar. Um barco puxou o outro e todos que estavam embolados naquele grupo escaparam. No vento fraco, quem fica muito abaixo da linha não consegue largar”, argumentou Maguila.

O Campeonato Europeu da Classe Star é válido também como a primeira edição da SSL Breeze Grand Slam da Star Sailors League (SSL), status que elevará a premiação geral a U$ 100.000,00 (cerca de R$ 400.000,00), além de atribuir 2.500 pontos à dupla campeã no Ranking SSL. As regatas seguem até domingo (19), no clube Fraglia Vela Riva.

Campanha olímpica - Robert Scheidt disputa o Europeu de Star sem perder o foco na campanha visando a classificação aos Jogos de Tóquio/2020 na classe Laser. Após a disputa no Lago Di Garda, ruma para o Japão, onde, a partir de 3 de julho, participa do Campeonato Mundial na Classe Laser, na mesma raia das regatas da Olimpíada, evento que serve como uma das seletivas para a definição da equipe brasileira para Tóquio/2020. Ele ainda deve voltar ao país asiático em agosto, para participar do evento teste dos Jogos.

O Mundial será a terceira grande competição de Scheidt em seu retorno à classe Laser. Entre o final de março e início de maio, disputou o Troféu Princesa Sofia e a Semana de Vela de Hyères. O brasileiro tem apresentado evolução constante na classe Laser. Em ambas as disputas, ficou a apenas uma posição da medal race.

O bicampeão olímpico vai em busca da sexta medalha, a quarta na Classe Laser, na qual acumula os ouros em Atlanta/1996 e Atenas/2004 e uma prata (Sidney/2000). Se conseguir a classificação, Scheidt será o recordista brasileiro em participações em Olimpíadas, com sete no currículo.

Maior atleta olímpico brasileiro

Cinco medalhas:
Ouro : Atlanta/96 e Atenas/2004 (ambas na Classe Laser)
Prata : Sidney/2000 (Laser) e Pequim/2008 (Star)
Bronze : Londres/2012 (Star) 

180 títulos - 88 internacionais e 92 nacionais, incluindo a Semana Internacional do Rio, o Campeonato Brasileiro de Laser e a etapa de Miami da Copa do Mundo, todos em 2016. Em novembro de 2017, pela Star, conquistou a Taça Royal Thames e, neste domingo, o Paulista de Star.

Laser
- Onze títulos mundiais - 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
- Três medalhas olímpicas - ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star
- Três títulos mundiais - 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
- Duas medalhas olímpicas - prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012

Mais informações:
ZDL - Rafael De Marco / Doro Jr. - Mtb 13209
E-mail: rafael@zdl.com.br
Tels: (11) 3285-5911
Cel: 11 976022986
Whatsapp: 19 997912108

Site: www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsports
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Scheidt e Maguila velejam na Itália
    (Gilles Morelle / SSL)

  • Largada complicada com 90 barcos
    (Gilles Morelle / SSL)

Leia também...

12.09.2019

Robert Scheidt vai ganhar biografia após os Jogos Olímpicos de 2020

Livro vai contar a trajetória de vida e carreira do bicampeão e maior medalhista olímpico do esporte brasileiro. Obra está em fase de apuração e captação de patrocínio via Lei Rouanet

22.08.2019

Scheidt cumpre meta e finaliza evento-teste para Olimpíada de Tóquio no top 10

Falta de vento cancelou a medal race do Read Steady Tokyo, em Enoshima, no Japão, e bicampeão olímpico consegue seu melhor resultado no retorno às grandes competições da Classe Laser

21.08.2019

Scheidt garante vaga na medal race do evento-teste para Olimpíada de Tóquio

Apesar do dia difícil no Read Steady Tokyo, em Enoshima, no Japão, bicampeão olímpico manteve-se no top 10 e vai disputar a primeira regata de medalha em seu retorno às grandes competições da Classe Laser

20.08.2019

Scheidt mostra consistência e está perto da medal race do evento-teste para Olimpíada de Tóquio

Bicampeão olímpico fez um 5° e 7° lugares nas regatas desta terça-feira (20), em Enoshima e subiu para oitavo lugar no Read Steady Tokyo. Nesta quarta-feira (21), ele volta ao mar para as duas últimas provas na fase de classificação no Japão

Entre em contato