Capa

Melo e Kubot garantem vaga na semifinal em Miami

Nesta quarta-feira (27), dupla cabeça de chave número 1 superou um jogo difícil, diante de Marach e Pavic, para conquistar a terceira vitória e avançar no Masters 1000, dando mais um passo em busca de seu segundo título no torneio

27.03.2019  |  421 visualizações

São Paulo (SP) – Com mais uma atuação segura, aproveitando as oportunidades e com muita confiança nos momentos decisivos, o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, superaram nesta quarta-feira (27) um jogo difícil, diante do austríaco Oliver Marach e do croata Mate Pavic para conquistar a vaga na semifinal do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos. Cabeças de chave número 1 e campeões do torneio em 2017, Melo e Kubot venceram por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7-5) e 7/5, em 1h51min, partida que abriu as quartas de final de duplas no Hard Rock Stadium. Em busca de um lugar na decisão, enfrentarão os irmãos Bob Bryan e Mike Bryan (EUA) - cabeças 3 - , que derrotaram Rohan Bopanna (Índia) / Denis Shapovalov (Canadá) também por 2 a 0 (6/3 e 6/4). Jogo será  nesta quinta-feira (28), às 14h (horário de Brasília). Foi a sétima vitória na temporada 2019, a terceira em Miami. 

"Hoje (quarta) foi um jogão, novamente decidido nos detalhes. Para mim, o Kubot foi o homem do jogo. Ele foi muito bem e mereceu a vitória. E agora é seguir firme, jogando melhor ainda amanhã (quinta), na semifinal. Muito feliz com essa vitória, uma dupla dura de enfrentar. Conseguimos ir bem do começo ao fim e isso é muito bom", afirmou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG e Itambé, com o apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais e Confederação Brasileira de Tênis.

Cabeças de chave número 5, Marach e Pavic garantiram o break no primeiro game do jogo, abrindo na sequência 2/0. Mas, Melo e Kubot logo foram em busca da reação, devolvendo a quebra no quarto game para empatar em 2/2. Daí para a frente, muito equilíbrio, com as duas duplas confirmando os seus serviços. A vitória no primeiro set veio no tie-break: 7/6 (7-5).

O início do segundo set repetiu o primeiro. Só que desta vez o break no primeiro game foi da dupla Melo e Kubot, que abriu 2/0. E quem buscou a reação, devolvendo a quebra, foram Marach e Pavic, empatando em 2/2. Novamente, o equilíbrio tomou conta do jogo. Quando tudo parecia levar a mais um tie-break, Melo e Kubot aproveitaram a chance de break no 11º game, fizeram 6/5, e confirmaram o serviço para fechar em 7/5, garantir vaga na semifinal e dar mais um passo em busca de seu segundo título no torneio.

Nos cinco confrontos entre as duplas no circuito, cinco vitórias de Melo e Kubot diante de Marach e Pavic: antes de Miami, foram três no ano passado, em Pequim, Xangai e no ATP Finals, e uma em 2017, na conquista do histórico título de Wimbledon.  

Sete vitórias em 2019 – O brasileiro Marcelo Melo, 35 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 36 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Na temporada 2019,  conquistaram sete vitórias, quatro no Masters 1000 de Indian Wells, com o vice-campeonato, e três no Masters 1000 de Miami. Melo é o atual número 7 no ranking mundial individual de duplas, com 5.440 pontos. Kubot ocupa o quinto lugar, somando 5.710 pontos.

Em 2018, Melo e Kubot disputaram 63 jogos, em 25 torneios, com 41 vitórias, conquistando quatro títulos: ATP 250 de Sidney, na Austrália; ATP 500 de Halle, na Alemanha; ATP 500 de Beijing e Masters 1000 de Xangai, ambos na China. Nos Grand Slam, foram vice-campeões no US Open, em Nova Iorque (EUA). O ano marcou três recordes na carreira de Marcelo: passou a ser o tenista brasileiro com maior número de semanas no topo do ranking - 56; recordista brasileiro em número de títulos da ATP, encerrando 2018 com 32; e o jogador brasileiro que mais vezes disputou o ATP Finals - seis vezes.

Principais conquistas na carreira - Entre os 32 títulos de Melo na carreira, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 14 ATP 250. Em 2018, pelo 12º ano consecutivo comemorou ao menos um título por temporada. O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Xangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2018

Títulos:
ATP 250 –
 Sidney (Austrália), rápida
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama
ATP 500 - Beijing (China), rápida
Masters 1000 - Xangai (China), rápida

Vice-campeonato:
Grand Slam - US Open
 - Nova Iorque (EUA)

Mais informações:
Site:  
www.melomarcelo.com 
Fanpage:  facebook.com/marcelomelo83 
Instagram: @marcelomelo83

ZDL
Doro Jr. -   
dorojr@zdl.com.br    - 11 984579723
Deborah Mamone -   
deborah@zdl.com.br    - 11 3285.5911

Site: 
www.zdl.com.br
Facebook: www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsport
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

  • Dupla superou jogo difícil para vencer pela terceira vez no torneio
    (Mike Lawrence / ATPTour.com)

Leia também...

Entre em contato