Capa

Vôlei Osasco-Audax é vice-campeão paulista

Equipe vice-campeã
(João Pires / Fotojump)

Time unido
(João Pires / Fotojump)

Equipe festeja ponto
(João Pires / Fotojump)

Paredão
(João Pires / Fotojump)

Luizomar reverenciado pela torcida de Bauru
(João Pires / Fotojump)

Bloqueio triplo
(João Pires / Fotojump)

Garra de Mari Paraíba
(João Pires / Fotojump)

Felicidade de Paula
(João Pires / Fotojump)

Walewska toca sobre o bloqueio
(João Pires / Fotojump)

Vibração de Claudinha
(João Pires / Fotojump)

Paula incentiva o time
(João Pires / Fotojump)

Nati e Leyva no bloqueio
(João Pires / Fotojump)

Bloqueio de Walewska e Leyva
(João Pires / Fotojump)

Nati Martins festeja ponto
(João Pires / Fotojump)

Mari ataca forte
(João Pires / Fotojump)

Claudinha prepara para Nati
(João Pires / Fotojump)

Camila Brait defende
(João Pires / Fotojump)

Luizomar orienta
(João Pires / Fotojump)

Hooker torceu do lado de fora
(João Pires / Fotojump)

Torcida sempre presente
(João Pires / Fotojump)

A equipe de Osasco foi superada pelo Sesi Bauru em mais uma batalha decidida apenas no tie break. O foco agora é mais uma decisão, desta vez vale o títulko da Supercopa diante do Dentil/Praia Clube, no sábado, em Fortaleza (CE)

05.11.2018  |  7.504 visualizações

Bauru (SP) – O Vôlei Osasco-Audax é vice-campeão paulista. A mais tradicional equipe do vôlei brasileiro encerra sua participação no estadual 2018 de cabeça erguida. Com garra, as jogadoras se entregaram da primeira a última bola e deixaram tudo na quadra em uma verdadeira batalha de cinco sets. Méritos para o Sesi Bauru, que conquistou seu primeiro título após vencer a segunda partida da final por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 15/25, 21/25, 28/26 e 15/12, em 2h21min. Agora, as atenções de Mari Paraíba, Paula Pequeno, Claudinha, Walweska e cia. se voltam para a disputa de mais um título, desta vez da Supercopa, contra o Dentil/Praia Clube, no próximo sábado (10), em Fortaleza.

Em sua oitava decisão estadual consecutiva, o Vôlei Osasco-Audax soube conter a ansiedade após ser superado pelo Sesi Bauru na primeira rodada da final 2018. Na sexta-feira (2), com o ginásio José Liberatti completamente lotado (recebeu 4 mil pessoas), as donas da casa jogaram muito, mas foram superadas por 3 sets a 2. Mesmo em desvantagem, não se deixaram abater e transformaram a dificuldade em combustível para alimentar a vontade de levantar mais um troféu. Todo esse cenário foi valorizado pela central Walewska. “Foi importante. Temos um time em construção e, nesse processo, surgem dificuldades. Mas o time mostrou muita força nessa série final. Jogou bem as duas partidas, dentro e fora de casa, ambas decididas no quinto set. Saímos daqui com a cabeça erguida e com a certeza que estamos no caminho certo”, analisou a capitã do time, que completou. “Agora é focar no que vem pela frente. No final de semana já temos outra decisão de mais um título, desta vez a Supercopa, e na sequência começa a Superliga.”

A avaliação do técnico Luizomar seguiu  a mesma linha." Os jogo finais foram extremamente valiosos pelo momento que a equipe está vivendo e pela nossa construção. Montamos um time reformulado para essa temporada e almejamos alcançar grandes conquistas. Fizemos uma semifinal duríssima, decidida no Golden Set (contra o Hinode Barueri) e agora mais dois jogos de 3 sets a 2, decididos nos detalhes. Tudo isso só mostra o quanto essa equipe é lutadora, o potencial que tem e onde pode chegar nessa temporada. Mas temos muito a fazer ainda e vamos em frente”, garantiu o treinador. Para Camila Brait, o momento é de olhar para frente. "Sabíamos que ia ser muito duro, pois Bauru tem grandes atacantes. Mas ainda erramos bolas bobas que precisamos melhorar. Agora é cabeça no lugar, pois nesse final de semana tem final da Supercopa e depois Superliga, quando teremos um jogo atrás do outro". 

O jogo – O primeiro set começou com tensão digna de uma final. Com apoio da torcida, Bauru conseguiu sustentar uma vantagem média de dois pontos. Sem perder o foco, Osasco empatou no 11/11 e 13/13 com dois bons ataques de Angela Leyva. Porém, as donas da casa retomaram a ponta do marcador e abriram quatro pontos: 18/14, forçando o técnico Luizomar a pedir tempo. Sem deixar de lutar, as visitantes encostaram novamente no 21/20, mas, na reta final, o Sesi colocou pressão e venceu por 25/21.

Mais ligado no segundo set, o Vôlei Osasco largou na frente e fez 6/3 com Walewska. Quando o Sesi empatou após falhas na recepção, Luizomar colocou Paula Pequeno em quadra. O time reagiu e voltou a comandar o placar, fazendo 13/6, após uma boa sequência de sete saques de Wal. Com muita consistência na defesa, a vantagem só fez crescer. Com um erro de ataque do Sesi, após uma série de quatro defesas de Osasco, o placar chegou a 20/12. Paula Pequeno fez 21/12. Com um ace, Lorenne ampliou: 22/12. Mantendo a pressão no saque, fechou a parcial por 25/15 com um bloqueio de Mari Paraíba e empatou a partida.

Com moral alta, o Vôlei Osasco voltou com a pegada forte para o terceiro set. Com um bloqueio de Nati Martins, fez 11/6. Na sequência, Mari Paraíba, com um ace, garantiu o 14/7. Quando Bauru ameaçou encostar e o placar chegou a 15/11, Luizomar pediu tempo para orientar sua equipe, que correspondeu. Walewska, na bola de china, fez 18/14. Paula Pequeno, do fundo de quadra, fez 20/15. Mari, com inteligência, só colocou a bola na saída de rede da quadra adversária para fazer 23/19. Com um grande saque de Lorenne, o adversário atacou para fora e deu números finais a parcial. Com 25/21, Osasco virou a partida no Panela de Pressão.

O quarto set começou equilibrado. Osasco largou na frente e fez 8/6 com Lorenne explorando o bloqueio. As dona da casa, contudo, empataram e viraram no 9/8. Quando o adversário fez 14/11, Angela Leyva voltou à quadra, desta vez no lugar de Mari Paraíba. As donas da casa seguiram à frente e, quando abriram quatro pontos (18/14), Luizomar pediu tempo. Não adiantou e o treinador colocou Vivi em quadra para tentar equilibrar o passe. Sem desistir, as osasquenses encostaram (21/18) e foi a fez do Sesi parar o jogo. Com grandes saques de Wal, Osasco saiu do 20/23 contra e encostou. Mari voltou para a quadra e empatou no 23/23, após um bloqueio simples. Em um final de parcial emocionante, as donas da casa acabaram levando por 28/26.

O tie break começou lá e cá. Porém, quando Osasco cometeu dois erros seguidos e o adversário abriu no 5/3, Luizomar pediu tempo. As donas da casa, porém, seguiram aproveitando-se dos problemas de recepção das osasquenses e chegaram ao 8/4 para mudar de lado na quadra com quatro pontos à frente. O treinador precisou parar o jogo novamente na sequência, quando Bauru fez 9/4. Como fez ao longo de toda a partida, as atletas do Vôlei Osasco não se entregaram, mas não conseguiram recuperar a desvantagem. Com isso, Bauru fechou o set em 15/12 e a partida em 3 sets a 2.

Vôlei Osasco-Audax jogou com Claudinha (1), Lorenne (15), Walewska (8), Nati Martins (6), Mari Paraíba (20), Angela Leyva (14) e a líbero Camila Brait. Entraram: Paula Pequeno (14) e Vivi. Técnico: Luizomar de Moura.

O Sesi Bauru jogou com Fabíola, Valentina (20), Valquíria (10), Saraelen (3), Vanessa (5), Palácio (5) e a líbero Tássia. Entraram: Arlene, Tifanny (17), Gabi Candido, Edinara e Naiane, Andressa (4). Técnico: Anderson Rodrigues.

Time para a temporada 2018/19 - Atual hexacampeão Paulista e tricampeão da Copa Brasil – títulos conquistados na temporada passada – o Vôlei Osasco-Audax reformulou seu elenco. Reuniu três campeãs olímpicas – Paula Pequeno, Walewska e Carol Albuquerque -, além de contar com atletas que estavam defendendo a Seleção Brasileira – Claudinha e Lorenne - e jogadoras que já defenderam seu país em competições internacionais – Mari Paraíba, Camila Brait e a norte-americana Hooker. Também tem no grupo as centrais Natasha, Nati Martins e as ponteiras Angela Leyva e Domingas. A equipe osasquense investe ainda na nova geração do esporte. Renovou os contratos da líbero Kika e da levantadora Gabriela Zeni e trouxe a ponteira Vivi e a central Mayara.

Novos patrocinadores – Para a temporada 2018/19, o Osasco Voleibol Clube conta com novos patrocinadores: Audax, Grupo Marquise, Grupo Resek (Reserva Raposo), Autopass (Cartão BOM) e Icone.

Campeonato Paulista 2018 – Final:
2/11 – Vôlei Osasco-Audax 2 x 3 Sesi Vôlei Bauru – Ginásio José Liberatti 
5/11 – Sesi Vôlei Bauru 3 x 2 Vôlei Osasco-Audax – Ginásio Panela de Pressão

Semifinal:
25/10 – Hinode Barueri 3 x 1 Vôlei Osasco-Audax – Ginásio José Correa
27/10 – Vôlei Osasco-Audax 3 x 2 Hinode Barueri – Ginásio José Liberatti
Golden Set – Vôlei Osasco-Audax 25/16 Hinode Barueri – Ginásio José Liberatti

Fase classificatória:
14/09 – Vôlei Osasco-Audax 3 x 0 Valinhos Vôlei – Ginásio José Liberatti
20/09 – São Cristóvão Saúde 0 x 3 Vôlei Osasco-Audax – Ginásio Lauro Gomes
28/09 -Pinheiros 3 x 1 Vôlei Osasco-Audax – Ginásio do Pinheiros
9/10 – Vôlei Osasco-Audax 2 x 3 Sesi Vôlei Bauru – Ginásio José Liberatti
12/10 – Vôlei Osasco-Audax 3 x 0 Hinode Barueri – Ginásio José Liberatti 

Mais informações:
Fan page: https://www.facebook.com/osascovoleibolclube/
Instagram: www.instagram.com/osascovoleibolclube/
Twitter: www.twitter.com/osascovc

Assessoria de Imprensa:
ZDL Sports
Doro Jr. - MTb 13209 - dorojr@zdl.com.br - F: 11 984579723
Rafael De Marco - Mtb.: 27556 - rafael@zdl.com.br - Cel: 11 976022986
WhatsApp: 19 997912108

Site: 
www.zdl.com.br
Facebook: 
www.facebook.com/ZDLSports
Instagram: www.instagram.com/zdlsports
Twitter: www.twitter.com/ZDLcomunica

 

Leia também...

Entre em contato